.

.

terça-feira, novembro 08, 2016

Amor grande, vida breve


Esse aqui é só mais um lamento de alguém que perdeu o seu grande amor.

O mesmo restaurante, a mesma mesa, o mesmo horário.

Há algum tempo atrás eu costumava assistir essa cena sentado ao lado dela.

Hoje procuro um lugar distante e fico a observar.

Ela continua linda e meiga como sempre.

Ela sempre senta ali próximo à janela e fica olhando o jardim até o pedido chegar.

Sempre de unhas feitas e batom discreto.

Está quase tudo como antes, o que mudou foi o olhar.

Cabisbaixo, triste, perdido…

Aqueles olhos não costumavam ser assim.

O sorriso não existe mais.

Não tem como não me sentir culpado.

Fui eu que causei essa dor.

Foi a nossa separação que deixou ela desse jeito.

A cadeira ao seu lado ainda está vazia, mas eu sei que não será sempre assim.

Um dia ela ainda vai chegar de mãos dadas com um novo amor.

Alguém que possa construir o futuro que eu não consegui.

Nesse dia eu sei que vou chorar aqui no canto.

Desse dia em diante talvez eu não queira mais vir aqui.

Talvez eu finalmente esteja pronto pra aceitar tudo que aconteceu e seguir o meu caminho.

Na verdade, a vontade que eu tenho é de gritar para o mundo inteiro sobre a importância de um verdadeiro amor.

Para que não deixem o orgulho ser maior que o carinho e a dedicação.

Para que não percam essa chance.

Queria dizer para aqueles que ainda têm essa oportunidade, que lutem e se esforcem para manter a pessoa que amam ao seu lado, porque a dor de perdê-la é insuportável.

Eu queria que todos vocês entendessem que eu perdi a minha chance, mas vocês ainda não.

Mas, pensando bem, do que adiantaria gritar, não é mesmo?

Se os vivos não costumam ouvir os murmúrios de quem já partiu.

Eu queria ter ficado com ela mais tempo, mas a minha hora chegou.

Não posso mais tocá-la.

Ela não consegue nem mesmo ouvir a minha voz.

O que me resta é assistir daqui.

Acreditem em mim!

Se o seu amor está por aí, ainda existe uma chance.

Corra atrás e faça tudo o que estiver ao seu alcance.

Pra mim ficou tarde demais, mas pra você ainda dá tempo.

Bom, essa é a minha história.

Agora já é hora de partir.

Amanhã eu volto.

Garçom, leve a conta dela molhada com essa lágrima de saudade.

Amor grande, vida breve.

Eu sei que um dia a gente ainda vai se reencontrar.

Rafael Magalhães

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...