.

.

sexta-feira, dezembro 04, 2015

"To" sem tempo para o mal que chega devagar.


Não enfeito discórdias, não fortaleço indiretas,

não boto fogo em contendas,

não dou conta da vida alheia

e nem dou créditos a fofocas...

O tempo da gente é precioso demais,

e os nossos dias tem sido abreviados.

Cada vez que paramos para alimentar o que não presta,

jogamos fora pérolas que poderiam ser aproveitadas

para enriquecer o coração de alguém.

Não fomos chamados para destruir,

nem podemos usar o nosso dom ( palavras) de fazer

o bem para causar dor e sofrimento ao coração de ninguém.

Se não for para edificar ou acrescentar,

de mim não precisa nem se aproximar....

"To" sem tempo para o mal que chega devagar.

Cecilia Sfalsin

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...