.

.

quinta-feira, dezembro 15, 2016

Vez por outra, a dor insiste em fazer morada no peito


Vez por outra, a dor insiste em fazer morada no peito, nos pega de jeito, dá um chute na porta, arregaça a janela e faz a esperança se esvair em poucos segundos.

Mas - logo em seguida -, Deus em sua bondade nos apresenta os amigos de alma, os que reconhecem quando estamos na cilada, os que nos salvam das solidões diárias simplesmente porque nos trazem uma alegria sincera (pura!), que tanto acalma!

E nessas nuances, entre alegrias, tristezas, choros e sorrisos, vemos partir de nós não só a mágoa, mas a libertação que vem através do perdão - esse, que nos abre caminho, faz florescer e permite um novo bilhete para essa peça de teatro que é a vida.

E, se porventura acharmos pouco, nos basta apenas olhar a delicadeza do voo, da música, dos sonhos, do que vai mas que sempre fica!

Vitor Ávila.

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...