.

.

sexta-feira, junho 17, 2016

ADEUS NÃO É TCHAU


Separação não é discussão de relacionamento.

Estaremos já fora do relacionamento para discutir.

Separação não é chantagem para ter as suas exigências atendidas.

Separação não é suborno, para retornar mais intransigente do que antes.

Separação não é férias, para poder sair livremente, ficar com novas pessoas e recuar apaziguado.

Separação não é simulação, gritar que é a última vez quando não é nem a penúltima.

Separação não é greve, não é passeata por melhoria de condições.

Separação não é manha, não é orgulho ferido.

Separação não é magoar à toa, ferir gratuitamente, ofender sem pensar e ressurgir arrependido.

Não é bater à porta para o outro correr atrás.

Não é disputa para ver quem é o mais fraco.

Não é desabafo, muito menos catarse, não é despejar o que estava guardado.

Não é caderninho de fiado, juros de investimento.

Não é parcelamento da angústia.

Não é pacto de carências, choro coletivo.

Não é dar um tempo para se restabelecer.

Não é sair de perto.

Não é esfriar a cabeça.

Não é conversar com os amigos para decidir a reconciliação.

Não é um jeito de chamar atenção.

Separação não é blefe, não é fingimento, não é uma brincadeira a dois, não é diversão de fantasmas, não é encenar a morte e imaginar quem vai no velório.

Separação não tem hora para voltar, não é para voltar.

Separação não é um intervalo para a dor almoçar, para o sofrimento lanchar.

Separação não é produzir saudade.

Separação não é para descobrir a fundura da falta.

Separação não é tomada de consciência, eletrochoque da sinceridade.

Separação não é independência, amor próprio, reencontro das raízes - não tem nada de nobre e restaurador.

Separação é coisa séria.

É absolutamente cansativa e ultrajante: fazer a malas, derrubar os cabides, inventariar os pertences, dividir os suspiros, chorar o futuro perdido, datar as fotos felizes, realizar escuta das últimas trocas de mensagens, trocar o corpo de casal pelos lençóis de solteiro.

Não confunda com uma situação provisória.

É terminar os laços, é romper com a convivência, é desistir de alguém, é abandonar a casa.

Fabrício Carpinejar 

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...