.

.

quinta-feira, agosto 20, 2015

Viver é dar a cara para bater e enfrentar.


E assim, a gente vai aprendendo.

Vai aprendendo a não dizer coisas que machucam, vai sentindo o terreno do outro.

Colocando um pouco de fantasia para não viver só de realidade.

Para não querer amores frios, para aprender que também precisamos estar sós.

Que nosso alicerce é construído dentro da gente.

Para que um eventual baque, não nos desestruture totalmente.

E assim, vamos criando força, vamos passando pelos obstáculos.

Vamos enfrentando as tempestades, e sobrevivendo aos naufrágios do coração.

O primordial é não se deixar cair, não se deixar levar pela correnteza do desânimo, do medo.

É deixar a melodia do olhar tocar.

Viver é dar a cara para bater e enfrentar.

Mesmo que doa.

Melhor viver momentos intensos e felizes, do que amargurar a alma sem ter sentido absolutamente nenhuma emoção que nos faça recordar as passagens de um ontem, de um hoje...

E, quem sabe, um futuro novo, batendo à nossa porta.

Dizendo que a gente deve e precisa seguir em frente.

Como os dias que nascem e também adormecem.

Sempre.


 Sil Guidorizzi.

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...