.

.

quinta-feira, agosto 27, 2015

O gosto pela mentira


Não me conformo com o que disse Dilma no início desta semana a respeito da crise econômica.

Ela disse que só se deu conta da gravidade da crise ali por novembro, dezembro do ano passado.

Ou seja: um mês, um mês e pouco depois de reeleita.

Meus Deus. Como gosta de mentir!

Foi ainda antes do primeiro turno da eleição, no final de agosto, que Dilma demitiu Guido Mantega, ministro da Fazenda.

Mantega perdera a confiança do mercado financeiro e dos empresários em geral.

Sua política econômica era considerada uma porcaria.

Estava levando o país para o buraco.

Se tivesse ouvido Lula, Dilma teria se livrado de Mantega desde 2013.

O diabo era que Mantega estava ali só para fazer o que Dilma mandava.

A política econômica que não prestava era de Dilma.

Ela demitiu Mantega pelos jornais.

Como um morto vivo, ele ficou ministro demissionário temporariamente no exercício do cargo por quatro meses.

Quer dizer: antes mesmo do primeiro turno da eleição presidencial, Dilma rendeu-se aos sinais de que a crise econômica tornara-se grave.

Como falar agora que só enxergou a gravidade da crise depois de reeleita?

A quem ela pensa que engana?


 NOBLAT

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...