.

.

domingo, julho 12, 2015

NÃO SEJA TÃO CAMALEOA NAS RELAÇÕES


Uma hora te vejo gostando de sertanejo e toda essa onda de sofrência, depois te vejo com estilo mais roqueira e até em show de Sepultura.
Em outro momento, o short está liberado porque o show agora é de axé, mas logo depois se converte e só fala a quem ele interessa.
Meses depois, está mais contida e nem vai para nenhum show.

Para amiga! Para que está feio. Melhore.

Eu sei que uma nova paixão e um novo relacionamento sempre nos mostra novos caminhos e novas possibilidades.
O início de qualquer relação é onde conhecemos mais o outro e um mundo de novidades é apresentado para nós.
Acontece que não é só você conhecer e se adaptar ao outro, mas também mostrar um pouco do seu mundo ao outro.

Ninguém quer namorar com uma pessoa igual a si mesma, senão o mundo estava cheio de gente namorando o espelho.
Fazer as vontades do outro não vai acrescentar em nada na sua vida.
Pelo contrário, vai diminuir quem você é de verdade.
Vai chegar o dia em que, de tanto se adaptar ao outro, você perderá sua identidade.

Talvez você argumente que mudar faz bem. Eu também acredito.
O problema é quando essa mudança é feita para agradar o outro e não por vontade própria.
De nada serve mudar assim.
Essas mudanças são passageiras e um caminho perigoso quando feito diversas vezes.
É assim que te vejo sempre que começa um namoro: uma nova pessoa parece surgir de você.

Quem você realmente é?
Quais os seus gostos musicais? Lugares preferidos? Seu hobby? Seus amigos e suas companhias? Será que você esqueceu de tudo isso só por causa de um novo namorado?
Será que esse seu novo amor é mesmo o amor da sua vida?
Então, me explique que tipo de amor é esse que te obriga a fazer coisas que você não quer e você, ainda assim, faz.

Não me responda.
Todas as suas respostas estarão erradas.
Sabe por quê? Porque a resposta não está no seu novo namorado, todas as respostas estão em você. Perceba que o namorado muda, mas as atitudes continuam iguais.
O erro está em você.
E olha que ainda continua errando, afinal quantos namorados já teve que o término foi igual?

Pare e reflita mais nas suas atitudes.
Talvez eu não seja a única que fale assim.
No fundo do seu coração, você sabe que não está feliz e se sente culpada por sempre errar.
Por isso, não insista em mudanças na sua personalidade só para ser aceita por ele.
Amor que é amor não exige tanto assim de você.
Amor é mais simples.
Naquela fase “cega” da paixão queremos agradar o outro, mas não se perca de si mesma.
As paixões serão passageiras, porém, seu amor próprio deve ser eterno.
Não se deixe levar por promessas vazias e não mude por ninguém, mude somente por si.
Quando você defender sua identidade, o verdadeiro amor vai te compreender e, mesmo assim, vai ficar.
Então, menina, não seja tão camaleoa pelos outros.

SuperEla

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...