sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Não adianta. A cobra sempre morde o rabo. É SÓ uma questão de tempo!




Não adianta. A cobra sempre morde o rabo. É SÓ uma questão de tempo!

Eu não sou exatamente uma pessoa afeita à gracinhas.
Tenho impressão que nasci mulher-feita e que fui me forjando feito aço no fogo quente da vida.

Portanto, sou automaticamente perseverante e seletiva.
Persevero na escolha de não brigar.
Seleciono inimigos a dedo.

Dar à alguém o status de inimizade, por si, já é lhe dar muitíssima importância. E tem gente que só sabe se fazer importante brigando.

Não adianta assistir vídeos do Dalai Lama e ofertar remédio pra asilo.
Ser caridoso é entender a dor da alma do Outro, o tempo do Outro, a impossibilidade do Outro.
É colocar-se no lugar do Outro.
É saber ouvir NÃO.
É suportar o revés do seu NÃO.

Praguejar é apenas uma maneira mimada de passar recibo da sua incompetência em ser contrariado.

É se dar muita auto-importância, quando, de verdade, você está com medo.
Medo de não dar conta de tudo o que busca fazer para ser útil e enfeitar a vida alheia, porque a sua berra, urge, uiva, grita, de forma piedosa por socorro, enquanto você coleciona desacertos tentando se mostrar sendo o que não é.

[ Cláudia Dornelles ]

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...