.

.

segunda-feira, janeiro 23, 2017

Não era pra ser...


Certa vez, um homem teve uma oportunidade incrível nas mãos.

Uma chance dessas assim que não aparece todo dia e que poderia mudar a sua vida de uma vez por todas.

Acontece que ele não se dedicou o quanto deveria e deixou a chance escapar por entre os dedos.

Quando se deu conta da oportunidade que estava perdendo, já era tarde demais.

Sentiu-se culpado e bastante cobrado pelo ocorrido, pelos outros e principalmente por si mesmo.

Foi quando teve uma ideia e justificou de forma genial:

“- Não era pra ser! O destino não quis.” 

Inexplicavelmente as pessoas aceitaram e se identificaram com aquilo.

Com isso ele tirou o peso das suas costas e se isentou da responsabilidade.

Desse dia em diante tudo mudou.

As pessoas aprenderam a colocar suas frustrações na conta do destino, gerando uma falsa ideia de que existe um futuro pronto e acabado, esperando para acontecer.

Que certas coisas não acontecem simplesmente porque não tem mesmo que ocorrer.

Essa ideologia fez surgir um exército de resignados preguiçosos, acomodados com a vida e com o que o suposto destino lhes reserva.

Mas, quer saber? Não é assim que a banda toca.

O destino é construído a cada dia, com as suas escolhas, com o seu empenho, com a sua garra e a vontade de realizar.

É tudo uma questão do quanto você deseja e do que está disposto a fazer para conseguir.

Não existe perdedor de véspera e nem vencedor predestinado.

Não existe história já escrita.

A vida é interativa e as cartas sempre estão na mesa.

Não culpe a sorte pelo seu fracasso, porque, na esmagadora maioria das vezes, o que falta mesmo é empenho.

Não se contente em ser passageiro da sua própria vida.

Tome as rédeas.

Estabeleça um compromisso com a sua felicidade.

Mude o que achar que deve.

Escreva o seu destino.

Onde existe determinação o azar não faz morada.

Rafa Magallhaes

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...