.

.

quarta-feira, maio 06, 2015

Pensei estar fazendo do jeito certo


No fundo eu queria mais de você.

E penso não ser um erro meu querer as coisas que desejo.

Eu queria pelo menos tentar nós dois, sei lá, ver no que a gente daria, mas pelo visto você definitivamente não pensa como eu, pelo menos não agora.

As minhas tentativas de puxar assunto, meus convites pra sair, até meus perfumes preferidos que usei quando sabia que ia te ver, não foram atitudes o bastante para você tentar me ver de outra maneira além da tal “amizade de irmãos” que diz que temos.

Eu pensei estar fazendo tudo certo: te ouvia quando precisava falar, te dava opiniões quando me pedia, te fazia companhia pra comer quando não tinha com quem, eu fazia qualquer coisa para deixar claro que a única coisa que me importava era te ver bem. E não errei em nada. O problema é que você passou a me ver de um jeito que eu não esperava.  Ou sempre me viu assim, eu que quis que fosse de outro jeito.

Eu olhava a sua boca querendo te beijar enquanto me falava sobre as outras que já beijou.

Já te ouvi contar tantas histórias
.
E vez ou outra, do meu jeito, tentava lançar uma indireta pra você. Aquele filme que sugeri pra gente ver na minha casa não era necessariamente só pra você se distrair, era pra você me permitir ficar mais tempo com você. Aquela vez que paguei o cinema não foi numa intenção de “outra dia você faz a minha”, mas foi de um jeito que imaginei que enxergaria uma gentileza em mim, sobretudo uma vontade em sempre te ver bem.
Eu pensei estar fazendo a coisa certa, mas eu estava pensando sozinho.

E nem sei muito bem como é que eu percebi isso. Acho que é coisa do tempo, aquela soma de esforço + resultado que só reparei agora como só resultava em nada de muito concreto.

Você não faz ideia de como leio os “obrigado por estar ao meu lado” que manda no Whatsapp; me invade uma vontade de te responder: “eu queria estar na sua vida” mas acabo só te mandando um “não precisa agradecer”. É que, talvez até mesmo sem querer, quanto mais tento me aproximar de você, mais longe você me faz estar, mais neutro você transforma os mais profundos dos meus sentimentos.

Você nunca vai me enxergar do jeito que eu gostaria, só do jeito que você precisa.

É meio estranho ter que assumir que não posso mais tentar.

É estanho aceitar isso de expectativa versus realidade. Mas entendo.

Até me questiono como é que a gente faz pra mostrar pra alguém que a gente gosta desse alguém. Sei que tem aquele papo da química, mas o fato é que até mesmo quando você está certo de que está fazendo tudo certo, você pode estar fazendo tudo errado. Não tem como, porém, identificar quando é essa hora.

Simplesmente algumas coisas funcionam para algumas pessoas mas não para outras.

O que levo das minhas tentativas de te fazer me perceber como alguém que poderia ser mais que só um alguém, é a certeza de que sei bem como fazer bem a alguém; sei bem como fazer alguém não se sentir só um alguém qualquer. Não é papo de consolação, é uma certeza que alivia e traz paz pra minha alma, pois tudo o que fiz para você, vou fazer de novo e muito melhor para outra pessoa depois de você.

Eu queria dormir com você, mas ficou claro que só posso te ajudar a entender se deve ou não dormir com outra pessoa.



MARCIO RODRIGUES

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...