.

.

quinta-feira, maio 14, 2015

DESCREVER-ME



Às vezes gostaria de me descrever, falar um pouco sobre o que está dentro de mim. 


Falar das minhas vontades, das minhas loucuras, das minhas satisfações, das minhas decisões. 

Falar até das minhas indecisões, insatisfações, inseguranças e das minhas angústias.

Como me descrever se até a mim eu me surpreendo? 


Não me reconheço às vezes. 

A cada dia uma nova mulher renasce, novas mudanças acontecem, novos planejamentos, novas descobertas.

A cada dia descubro que cresci um pouco mais. 


Descubro que não quero nada que seja pela metade, descubro que quero o inteiro, o livre, o sensato. 

Descubro que a liberdade pousou dentro de mim e quer voar junto com minha alma que transmuta em ascensão.

Descubro que meias palavras serão em vão, que a paz chegou sem avisar e ficou morando comigo. 


São tantas descobertas que chego a pensar que eu não moro mais dentro de mim.

Que aquela mulher com inseguranças e medos foi embora deixando apenas a mulher que sabe o quer, a mulher decidida a enfrentar o mundo.

Rita Padoin

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...