.

.

quarta-feira, março 18, 2015

Discurso da Eliminação de Rafael


Adrilles

Se o BBB fosse um livro, este o faria um romance policial existencialista, narrado em versos livres. 

Fernando

Para este outro, bastaria uma página, com letras de ouro: sua certidão de casamento. 

 Amanda

Para esta, seria a utopia de um castelo de papel, onde seu príncipe encantado teria um vocabulário de apenas três palavras e as repetiria até o fim dos tempos: eu te amo eu te amo eu te amo eu te amo eu te amo... 

Mariza

Se o BBB fosse um livro, esta faria uma história da Arte ou da fofoca, feita só de ilustrações, sem palavras. 

Cézar

Já este inscreveria no livro a letra fria da lei, constituição, código civil e criminal, no rigor da linguagem, da carta às icamiabas. 

Rafael

E este outro ainda, faria um manual sobre tal certame esportivo, com as regras do jogo, ou livro de receitas. 

Só que não há receita para esse jogo, nem regras.

E, preto no branco, nessas páginas aí...

Todo verso tem pé quebrado.

Senhor juiz, pare agora!

Alguém tem sim algo a dizer contra esse casamento.

E que mané príncipe encantado, Shangri-la  é mais pra lá...

Pois, invertendo a célebre pergunta de Alice, de que vale um livro sem palavras?

Mais belo que folhas repletas de preâmbulos, títulos, seções, artigos, parágrafos e emendas, é lei, que para se fazer valer basta ser chamada: em nome da lei!

E no manual de instruções desse impossível livro, está escrito: só sai daí eliminado ou frito.

Vem, tem um monte de provas pra você ganhar aqui fora, ....


Pedro Bial

Você também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...